Sheraton Barra

Estudo de Viabilidade em 2001 e Asset Management a partir de 2004 (Rio de Janeiro)
Cliente: Agenco

A cidade do Rio de Janeiro criou uma lei específica para apart-hotéis e sob sua égide, a Agenco, uma tradicional incorporadora e construtora carioca, adquiriu um terreno de frente para o mar muito bem localizado na Barra da Tijuca, para a implantação de um projeto inovador.

No Rio, todas as pessoas adorariam morar de frente para a praia, motivo que faz muito caros os terrenos com vista para o mar. Uma megalópole como a capital fluminense apresenta vários tipos de demandas imobiliárias. Dentre elas, identificou-se a carência de apartamentos residenciais com serviços de qualidade e a falta de quartos de hotel. A solução encontrada, então, foi o desenvolvimento de um complexo de uso misto com hotel e apartamentos com serviço.

A lei do apart-hotel permitia que todos os quartos do edifício hoteleiro fossem alienados como unidades condominiais, porém vinculados à utilização perpétua para hotelaria. A BSH, então, desenvolveu os estudos de mercado e de viabilidade para auxiliar a Agenco na definição do plano de negócios do complexo.

O lançamento imobiliário do empreendimento foi um grande sucesso e a experiência da BSH com a atividade de Hotel Asset Management foi decisiva para a implantação de um sistema de governança no condomínio.

A BSH participa desse sistema de governança como consultoria do conselho de proprietários desde a abertura do empreendimento, em meados de 2004. Os resultados do Sheraton Barra superam os de seus concorrentes desde 2006.