O nascimento do Gran Meliá WTC teve início com a introdução do Grupo Sol Meliá no Brasil, no final de 1989. Posteriormente, a BSH realizou contato com grandes grupos nacionais. Um destes grupos, a OAS, apresentou à BSH a Servelease Empreendimentos Imobiliários, proprietária do terreno na Marginal Pinheiros onde hoje está construído o complexo World Trade Center São Paulo.

Durante 1990, o projeto foi concebido e o complexo composto por um hotel de luxo de 300 suítes, um edifício de escritórios AAA, um shopping center dedicado a design e decoração e uma grande estrutura de estacionamento atraiu o interesse de 34 fundos de pensão, que alocaram, junto com a OAS, investimento total de cerca de US$ 350 milhões para o projeto.

O Gran Meliá WTC abriu as portas em agosto de 1994 e as projeções realizadas pela BSH foram atingidas nos cinco primeiros anos operacionais. Em 2000, quando os resultados do hotel tornaram-se insatisfatórios, a BSH foi contratada pelos proprietários e inaugurou no Brasil os serviços de Asset Management Hoteleiro.

Seis anos depois, os fundos de pensão concluíram o ciclo de seus investimentos e hoje a propriedade é mantida por um pequeno grupo de investidores privados, que administram o hotel com uma franquia Sheraton.

pt_BRPortuguese
en_USEnglish pt_BRPortuguese